Terça-feira, 15 de Julho de 2008
Sexo e a Cidade (M/12)

 

CENTRO CULTURAL DE ANSIÃO
17 | 18 | 19 |  20  Julho 08

Quinta, Sexta, Sábado: 21:30
Domingo:18:00

   


f  
Informações Técnica
 

Idade: M/12
Duração: 135 minutos

Género: Acção,
Comédia, Romance
Distribuidora: Lusomundo
País de Origem: EUA

Realização:Michael Patrick King

Intérpretes:Sarah Jessica Parker, Kim Cattrall, Cynthia Nixon, Kristin Davis, Jennifer Hudson, Chris Noth
Local da Exibição: Centro Cultural de Ansião


Carrie Bradshaw (Sarah Jessica Parker), colunista, autora de sucesso e ícone da moda, está de volta com as suas três amigas, quatro anos depois do fim da série. Será que Carrie e Mr.Big vão casar e ser felizes para sempre? Será que Charlotte vai algum dia conseguir engravidar? E Miranda poderá ser feliz com Steve? Ou Samatha contentar-se apenas com um homem?
Carrie está mais irónica e acutilante que nunca, enquanto continua a ser a narradora e porta-voz das histórias de sexo, amor e problemas das mulheres nova-iorquinas, que tentam conciliar o trabalho com as relações pessoais e a vida em Manhattan. Com elas, regressa também o charmoso e esquivo Mr. Big, Steve, Harry e o aspirante a actor e amante devoto de Samantha, Smith Jarrod e os amigos das quatro fabulosas.

«Sexo e a Cidade» é um filme divertido que expõe, em saltos altos, a vida de quatro nova-iorquinas já bem conhecidas

É caso para se dizer: este filme é um big final para a série «Sexo e a Cidade». Carrie (Sarah Jessica Parker) , Samantha (Kim Cattrall), Miranda (Cynthia Nixon) e Charlotte (Kristin Davis) estão mais velhas e as suas vidas mudaram mais do que a amizade que as une.

Se conhece bem a história, prepare-se para emoções à flor da pele e também para sentir um certo vazio quando aparecer a palavra de três letrinhas no ecrã a negro - END. Nessa altura, respire fundo e suspire, porque acabou de vez. Já não há mais sexo na cidade.

Durante cerca de duas horas, o que vemos neste filme é uma história que a maioria das mulheres identifica (ou sonha) como sua. Não é por isso de estranhar que cada espectadora tenha a sua personagem preferida, aquela com quem se parece mais - independente da cor do cabelo e do facto de nem todas terem a beleza que elas têm. É esse o segredo do sucesso de «Sexo e a Cidade», a sua capacidade de wonderland. Depois, há tudo o resto.

O filme está embrulhado numa falsa frivolidade, que é própria do mundo da moda, da vaidade e das mulheres que usam maquilhagem e vestidos (e também sonham com uns pares de Manolo's Blahnik).

Em «Sexo e a Cidade», mais do que uma fórmula de sucesso (que gerou episódios de 1998 a 2004), vemos que os temas que se cruzam nas nossas vidas estão ali tratados de uma forma brilhante, num guião de montagem irrepreensível, onde tudo se encadeia e nos surpreende... como se fôssemos, sem querer, apanhados na esquina.

Para os fãs da série, este será um filme perfeito, como um episódio alargado cheio de novidades, onde um quinto elemento feminino, Louise (Jennifer Hudson), mais novo e internético, fará a ponte com um público mais jovem, menos anos 90. Louise, que por acaso é de St Louis, não quebra o elo que une as quarentonas de «Sexo e a Cidade», mas não deixa também de ter um papel importante no filme.

As quatro amigas continuam com uma amizade de ferro, uma cumplicidade que Samantha resume bem nesta frase: «In our group, we never kiss and tell». Nova Iorque continua a mesma, mas a vida das quatro magníficas não. O tempo passou e vamos apanhá-las quatro anos depois de ter terminado a série da HBO.

O ponto de partida para o filme é este, mas descanse que as surpresas não serão aqui desvendadas. Pode continuar a ler... Charlotte encontrou finalmente o amor da sua vida e é mãe de uma menina de três anos. O bebé de Miranda cresceu e ela é o protótipo de mãe trabalhadora, com uma carreira de sucesso e um casamento a esfriar. Samantha estabilizou a sua vida amorosa e vive fora, em Los Angeles... ou melhor seria, no seu caso, Lost Angels. E Carrie - o que seria deste filme se não fosse ela e os seus pares de sapatos do Manolo Blahnik - é a última solteira da sua geração, já na sua terceira ou quarta reconciliação com Mr. Big (Chris Noth), até que.... Ok, não podemos dizer mais do que isto, excepto que há vestidos de noiva lindos que não servem para nada.


   



publicado por ansiaonews às 11:20
link do post | comentar | favorito

.links
.pesquisar
 
.Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
16
17
18

19
21
22
23
24
25

26
27
29
30
31


.filmes recentes

. Tempestade Tropical(M/12)

. Babylon A.D. (M/12)

. Star Wars: A Guerra dos C...

. Mamma Mia(M/6)

. Superhero Movie (M/12)

. WALL E (M/6)

. Olho vivo (M/12)

. O Panda do Kung Fu (M/4)

. Hancock (M/12)

. Padrinho... Mas Pouco (M/...

. Procurado (M/16)

. A Múmia – O Túmulo do Imp...

. Batman - O Cavaleiro das ...

. As Crónicas de Nárnia: O ...

. Obsessão Mortal (M/18)

. O Incrível Hulk (M/12)

. Sexo e a Cidade (M/12)

. Donkey Xote (M/12)

. O Acontecimento (M/16)

. Um Belo Par de Patins (M/...

.arquivos

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds